Victo Sum

Victo Sum julga escrever desde um lugar distante, tão distante que talvez ainda não exista

Latifúndio

a catarse do discurso da primeira vozsete espíritos na íris do deus que é só uma estrada estraçalhada ao instante...

Leia mais

Deleuze

não tenho culpa de serruimnão tive culpa de tervocênão tenho aonde correrde mimnão tenho saco pra lerdeleuzenão tenho como sabero...

Leia mais

Cruz

mudedisse rudeele que iludeegos mudaduma arrudabrota entre budasgregos mudonisso tudoescuto o muuu doscegos mundovasto imundocruz de profundospregos

Leia mais

eu não existe

[i]penso-me no passado eu eraeu fuiele é hojebastante incerto eu não deu em nadacresceu e ruiuventou-se [ii]estou sendo o que...

Leia mais

3 haicais

o terrível me espreitandopor trás da convulsão do espaçono sem fim deste instante a abstração puraas cinco letras de Hegela...

Leia mais

Praia

euo outroo espaço e o tempoem revoada sobre o chão azulcaímos na armadilhado deus recém-descobertoe após sepultá-looramos sobre sua covaoceânica...

Leia mais

discurso parasita

cada vez que se trata do discursoéticoteleológicoda consciênciao desafio é o seguinte fazer aparecere rompero fecho de segurançano interior do...

Leia mais

Manhã de Natal

1nem os sons nem as falsas luzes trepidantes me acenavam o sentido da ocasião herdada à mais fina tradição do...

Leia mais

PARMÊNIDES

o mesmoo outroeram irmãos diamesesanosséculosatrás o umera o eupadrãosujeito reflexocom toda razão o serera sãomas o nãoser entãonão podia ser...

Leia mais

COMPRA

vou comprarum quilo daquiloe me trancar no quartoe escrever a históriado fogo de Prometeunum guardanapocom a pontaapagadado meu vou comprarum...

Leia mais

IMPONTUÁVEL

no fim da vida e do versohá uma pausa e prontoponto ouvírgulatalvezvírgulaum tropeçosuave que sejao começo da surpresa apósdois pontos alicaminho nos...

Leia mais