poesia catarinense

Ia – Wagner Rengel

Eu, que não sabiaDesde pequeno não sabiaQue tudo isso aconteceria Eu, que não sabiaDesde sempre não sabiaQue nesta curva encontraria...

Leia mais

discurso parasita

cada vez que se trata do discursoéticoteleológicoda consciênciao desafio é o seguinte fazer aparecere rompero fecho de segurançano interior do...

Leia mais

Essa cachaça

E o mundo não se acabouÉ só isso o que penso Foi como ter conseguidoFoi como ter alcançado Ter recebido...

Leia mais

Manhã de Natal

1nem os sons nem as falsas luzes trepidantes me acenavam o sentido da ocasião herdada à mais fina tradição do...

Leia mais

A parada

Mó doida essa parada. Nós aqui batalhando na vida e de repente ela aparece. Risca, brilha, brights. Nego se perde,...

Leia mais

Dificuldade

De dormirDe levantarDe comerDe não comerDe estudarDe sonharDe brincarDe respeitarDe não brigarDe acreditarDe beber águaDe escutarDe lerDe escreverDe compreenderDe voltarDe...

Leia mais

Etéreo

É um soproA vidaE perde-se tanto tempoProcurando vãs respostas É um soproQuando a vela está acesaE os sonhos esperam na...

Leia mais

chama

Mesmo assim, apesar de tudo, a chama enfraquecida desta vela solitária chamada esperança se faz imensa no meio de toda...

Leia mais

Passarinho

Entender das coisas Movimentos leves E a paz dos horizontes fotografados Humano que sou, não entendo Minha brutalidade tropeçando, escapa...

Leia mais

luz e som

O homem martela um prego lá do outro lado da rua. Eu vejo seu movimento de força e destreza. O som...

Leia mais