Serjão Santana

Serjão Santana jogou futebol amador em Itajaí. Fã dos irmãos Rodrigues, abraçou a crônica esportiva. É marcilista e botafoguense.

Serjão Santana

Por João Santana Morreu na tarde de ontem, Dia de Finados, Sérgio Santana. Itajaiense, trabalhou por décadas no porto. Apaixonado...

Leia mais

Rei de Copas

Embaralhei, cortei, virei a carta: era o Renato Gaúcho. Bom jogador. Ponta atrevido. Teria ajudado em 86 não fossem os...

Leia mais

Não dá mais!

Sempre gostei da Seleção. Em 50, depois da pior derrota da história do futebol, passei a gostar mais. Em 58,...

Leia mais

Serjão Santana: Núcleo Duro Rubro-negro

Os dogmas rubro-negros formam uma espécie de Carta de Princípios, sistematizados com impecável rigor sobre o pétreo pilar da cláusula primeira: uma vez Flamengo, sempre Flamengo. É incrível como o Lamartine – que, embora talentoso sambista, não era nenhum Camões – tenha sido capaz de um verso tão exato. O flamenguismo se ergue inteiro sobre esse fundamento. E, com a mais impecável harmonia, a doutrina dogmática se desdobra em mandamentos: a fé na vitória, o repúdio à autopiedade, a veneração ao Zico.

Leia mais